• Deputado Galo

158 cidades do Paraná chegaram a 10% dos vacinados com 1ª dose

Nova Laranjeiras, na Região Centro-Sul, é proporcionalmente o município com mais pessoas protegidas: 18,82% da população já recebeu a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Rio Bom (17,67%) e Nova Olímpia (17,41%) completam o pódio da vacinação.


Foto: AEN

Cento e cinquenta e oito municípios do Paraná ultrapassaram a marca de 10% da população imunizada com a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A quantidade representa 39,6% das 399 cidades paranaenses. No total, o Estado fez 933.836 aplicações iniciais (8,94%), de acordo com o ranking da vacinação, elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) – o levantamento foi atualizado às 15h05 desta segunda-feira (29) e leva em consideração pessoas com mais de 18 anos.


Nova Laranjeiras, na Região Centro-Sul, é proporcionalmente o município com mais pessoas protegidas: 18,82% da população já recebeu a primeira dose do imunizante. Rio Bom, no Vale do Ivaí, com 17,67%, e Nova Olímpia, no Noroeste, com 17,41%, completam o pódio da vacinação. A média estadual é de 8,94%.


Cidade mais populosa do Paraná com quase 2 milhões de habitantes, Curitiba é a 108ª do ranking, alcançando 10,9% das pessoas. A Capital, porém, lidera em números absolutos, com 190.920 imunizados. Londrina (51.687), Maringá (44.673), Cascavel (31.725) e Ponta Grossa (27.361) aparecem na sequência.


Além da agilidade na distribuição das doses por parte do Estado, o governador Carlos Massa Ratinho Junior relaciona o bom desempenho do Paraná à campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, iniciada no fim de semana passado.


“Somos o primeiro Estado a lançar uma campanha desse porte porque queremos atingir rapidamente o maior número possível de paranaenses imunizados. A vacinação é a única alternativa que temos para vencer essa pandemia, por isso é importante a adesão em massa dos municípios para acelerar esse processo”, afirmou Ratinho Junior. “Nossa meta é imunizar, ainda no mês de abril, todas as pessoas com 60 anos ou mais, que é o grupo mais atingido pela Covid-19. A maioria dos óbitos pela doença é dessa faixa etária”.


SEGUNDA DOSE – Em relação à segunda dose, que garante a imunização por completo, o Paraná realizou até as 15h05 desta segunda-feira (29) 213.614 aplicações, com média de 2,05%. Tamarana, na Região Norte, com 10,8%, e Nova Laranjeiras, com 10,65%, foram as únicas cidades a romper a barreira dos 10% da população protegida.


Entre os munícipios mais populosos do Estado, destaque para Pato Branco (3,16%), Cascavel (3,09%), Londrina (3%) e Curitiba (2,75%).


Quando analisados os números absolutos, a Capital assume a liderança com 48.146 vacinações completas, seguida por Londrina (15.217), Maringá (9.578), Cascavel (8.831) e Ponta Grossa (6.271).


“Colocar as equipes para vacinarem de domingo a domingo é fazer com que a vacina chegue mais rápido nos braços dos paranaenses. A orientação é vacinar, vacinar e vacinar”, ressaltou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.


GRUPOS PRIORITÁRIOS – A primeira etapa de imunização no Paraná deve chegar a 4.635.123 pessoas até maio, parte da população que integra os grupos prioritários previstos no Plano Estadual de Imunização. Segundo o secretário Beto Preto, o Estado tem capacidade para vacinar até 200 mil pessoas por dia na rede pública de saúde.


Já receberam, ou estão recebendo a vacina, profissionais da saúde, quilombolas e população indígena, idosos institucionalizados, pessoas de 65 a 69 anos, de 70 a 74 anos, de 75 a 79, de 80 a 89 anos e pessoas acima dos 90 anos. Depois dos idosos, o objetivo é avançar para os grupos de trabalhadores da educação e da segurança.


DISTRIBUIÇÃO – Já foram encaminhadas para as Regionais de Saúde, e posteriormente aos municípios, 1.726.479 doses, 99,9%% das 1.727.850 vacinas recebidas pelo Paraná do Ministério da Saúde. As 1.371 que ainda não foram enviadas às regionais estão no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, onde são organizadas para distribuição nos próximos dias.


Com o maior fluxo de produção de vacinas por parte do Instituto Butantan e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Paraná deve receber do Ministério pelo menos 300 mil doses por semana, o que vai permitir ainda mais avanço na imunização dos paranaenses.


Fonte: AEN

http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=111533&tit=158-cidades-do-Parana-chegaram-a-10-dos-vacinados-com-1a-dose

0 visualização0 comentário

© 2020 por Deputado Galo