• Deputado Galo

Com investimento de R$ 376,4 milhões em obras, Sanepar amplia atendimento em 12 cidades

A previsão é que 3,7 milhões de pessoas sejam impactadas pelas obras de ampliação dos sistemas de água e esgoto. Com 100% da população urbana atendida com água tratada e índice de 84% na coleta e tratamento de esgoto, o Paraná se aproxima agora da universalização da cobertura de saneamento.


Foto: Jonathan Campos/AEN

A Sanepar oficializou nesta terça-feira (3) investimentos de R$ 376,4 milhões em obras de saneamento e abastecimento de água em 12 cidades. Os recursos são fruto de um financiamento com a Caixa Econômica Federal (R$ 354,4 milhões) e recursos próprios (R$ 22 milhões). O documento foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, o vice-presidente da Caixa, Celso Leonardo Barbosa, e o presidente da Sanepar, Claudio Stabile, no Palácio Iguaçu.


O montante viabiliza a ampliação dos sistemas de água de Curitiba, Cafelândia, Ivaí e Colombo, e de esgotamento sanitário de Castro, Palmas, Centenário do Sul, Cornélio Procópio, Campo Mourão, Santo Antônio da Platina, Pato Branco e Porto União (SC), que também tem contrato com a empresa paranaense. A previsão é que 3,7 milhões de pessoas sejam impactadas pelas obras. São R$ 113,1 milhões no sistema de abastecimento de água e R$ 263,3 milhões no esgotamento sanitário.


Com isso, destacou Ratinho Junior, o Paraná fica mais próximo da universalização nos índices de saneamento. Atualmente, 100% da população urbana é atendida com água tratada, e a cobertura da coleta e tratamento de esgoto chega a 84% dos municípios. “Este recurso vai permitir mais investimentos em saneamento básico no Paraná. Para os próximos quatro anos, a Sanepar prevê destinar R$ 9 bilhões nessa área”, disse.


“A melhoria nos sistemas de saneamento leva mais saúde e qualidade de vida à população. Hoje o Estado tem 84% de esgotamento sanitário e já universalizou o acesso à água tratada”, afirmou o governador. “Agora, em nova parceria com os municípios, vamos chegar a essa universalização do saneamento, levando para todas as casas e todos os bairros”.


“Além de ampliar o atendimento com água tratada, com o crescimento dinâmico da população de alguns municípios, também avançamos na universalização do esgotamento sanitário. Todas as grandes cidades do Paraná já tem um índice de atendimento superior a 95%, e agora nossa meta é ampliar a participação nos municípios menores”, ressaltou Stabile.


O vice-presidente da Caixa ressaltou a parceria forte com o Paraná em diversas áreas, como infraestrutura, habitação e agronegócio, e agora nas obras de saneamento. “A Caixa Econômica se voltou muito fortemente para a infraestrutura durante esta gestão. Nossa capilaridade permite investimentos como este no Paraná, que atende 12 municípios. O convênio com a Sanepar é uma demonstração de que a gente quer fazer muito mais pelo saneamento do Estado e do País”, disse Barbosa.


ÁGUA TRATADA – Além de obras que ainda serão executadas nos municípios, os recursos financiados também foram destinados para o pagamento da obra de transposição do Rio Capivari, que foi antecipada pela Sanepar para reduzir os impactos da crise hídrica em Curitiba e Região Metropolitana. A construção, que somou R$ 55 milhões em investimentos, foi realizada em tempo recorde, em cerca de seis meses.


Em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, a nova obra vai permitir a redução das perdas no abastecimento, com a melhoria da gestão e eficiência do sistema de distribuição de água. Haverá um reforço de 36 quilômetros de rede, implantação de válvulas redutoras de pressão, três elevatórias e um reservatório novo com capacidade de 3,5 milhões de litros de água.


A obra em Cafelândia, no Oeste, é para reforçar o sistema de abastecimento, com a implantação de captação subterrânea, com capacidade de escoamento de 55 litros por segundo, além de uma estação elevatória de água bruta, uma adutora de seis quilômetros de água bruta, dois reservatórios (de 150 mil litros e 1 milhão de litros) e 672 metros de rede de distribuição.


O distrito Bom Jardim do Sul, localizado no município de Ivaí (Campos Gerais), também terá o abastecimento ampliado. A obra já está em execução e inclui o aumento da capacidade de produção no poço, implantação de estação elevatória de água tratada e nove quilômetros de adutora de água tratada.


SANEAMENTO – Entre os projetos que envolvem a coleta e tratamento de esgoto, está a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Iapó, em Castro, nos Campos Gerais. Está prevista a implantação de dois quilômetros de rede coletora, 2,7 quilômetros de coletores, 3,9 quilômetros de interceptores, quatro estações elevatórias, 2,6 quilômetros de linhas de recalque e a implantação de estação de tratamento de lodo.


Em Palmas, no Sudoeste, será construída a nova Estação de Tratamento de Esgoto Caldeiras, que vai substituir a estação existente e terá capacidade de tratar 100 litros de resíduos por segundo. Também serão executados 4,2 quilômetros de interceptores e emissores.


Também na região Sudoeste, a Sanepar vai resolver um problema histórico na coleta e tratamento de esgoto dos bairros São João e Alto da Glória, em Pato Branco. Serão beneficiadas 691 famílias, com o aumento de 79,68% para 81,65% no atendimento no município. A ampliação do serviço inclui a construção de 11,3 quilômetros de rede coletora, 2,2 quilômetros de interceptores, duas estações elevatórias, 1,7 quilômetro de linha de recalque.


O recurso vai permitir, também, a ampliação do índice de saneamento de Centenário do Sul, na região Norte, que passará de 25% para 65% da população atendida com coleta e tratamento de esgoto. Serão 1.959 novas ligações, com a construção de 36 quilômetros de rede coletora de esgoto, 1,8 quilômetro de coletor, uma elevatória e a ampliação da estação de tratamento de esgoto.


Em Cornélio Procópio, no Norte, já está em execução a ampliação das ETEs Veado e São Luiz. Para Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, a Sanepar prevê a melhoria na eficiência do processo de tratamento, com a ampliação da ETE Boi Pintado e implantação de um coleto de 98 metros. Já a ETE Rio do Campo, em Campo Mourão (Centro-Oeste), terá sua capacidade aumentada, ampliando o tratamento de esgoto de 100 litros para 180 litros/segundo.


Também está previsto investimento na cidade catarinense de Porto União, com a construção de uma rede coletora de esgoto de 55,7 quilômetros que vai atender 2.647 famílias.


PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; a superintendente nacional da Caixa, Suely Patrão Buriham; e o superintendente executivo, João Henrique Delibaldo; os diretores da Sanepar Leura Conte de Oliveira (Investimentos) e Abel Demetrio (Financeiro e de Relações com Investidores); os deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli, Guto Silva, Márcio Nunes, Douglas Fabrício, Cobra Repórter, Luiz Fernando Guerra, Doutor Batista e Alexandre Curi; e os prefeitos dos municípios atendidos.


Fonte: AEN

https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Com-investimento-de-R-3764-milhoes-em-obras-Sanepar-amplia-atendimento-em-12-cidades

0 visualização0 comentário