• Deputado Galo

Com redução na taxa de transmissão, Greca diz que deve “abrir cidade” logo depois da Páscoa

Segundo os dados divulgados pelo prefeito, Curitiba tinha uma taxa de transmissão ‘R’ de 1,41 quando a bandeira vermelha foi decretada, em 12 de março


Foto: SMCS

Com a redução na taxa de transmissão do coronavírus, propiciada pelo período de bandeira vermelha em Curitiba, o prefeito Rafael Greca disse que deve “abrir a cidade” imediatamente depois da Páscoa. A declaração foi feita durante entrevista à CNN Brasil, no começo da tarde deste domingo (28).

“Enquanto não tivermos conforto quanto a reduzir o sufoco e a pressão no sistema de saúde, eu não abro a cidade. Mas, com a progressão do ‘R’ em dez dias de lockdown, eu como engenheiro sei que no dia seguinte da Páscoa, vou abrir a cidade”, disse Greca.

Segundo os dados divulgados pelo prefeito, Curitiba tinha uma taxa de transmissão ‘R’ de 1,41 quando a bandeira vermelha foi decretada, em 12 de março. Hoje, 15 dias após o início das restrições, a taxa estaria em 0,89. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma taxa inferior a 1 aponta tendência de queda no número de casos.

Lockdown

Durante a entrevista, Greca elogiou medidas de lockdown. “Naturalmente quando nós dizemos que há 100% de ocupação, chegou a 103%, as pessoas estão usando leitos de outras moléstias.


Por isso é importante a gente fechar a cidade, para não haver acidente de trânsito, para não haver traumas e para que a gente não precise tirar o paciente com Covid-19 sair do conforto que precisa. Como vai passar, nós acreditamos que o lockdown funciona’, comentou.


Segundo o boletim divulgado no sábado (27), a taxa de ocupação dos 513 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 100%. A taxa de ocupação dos 874 leitos clínicos está em 95% neste sábado (27), com 47 leitos livres.


Vacina O prefeito de Curitiba ainda reforçou que apenas a vacina pode combater o vírus. “Não entre em provocação, eu se puder, vou comprar todas as vacinas. Eu adorei a vacina Butanvac, adorei a da USP Ribeirão Preto, acho uma bobagem essa briga por vacinas. Vacina não tem partido e é muito importante o Brasil colocar na cabeça que o vírus não tem pátria, enquanto o mundo inteiro não estiver vacinado, nós não estaremos seguros”, concluiu.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até sábado (27), 179.841 pessoas com a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Foram vacinados 118.501 idosos, 55.383 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação), 5.884 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência e 73 indígenas.

Neste domingo (28) e segunda-feira (29) estão sendo atendidos os idosos com idade entre 70 e 69 anos.


Fonte: Banda B

https://www.bandab.com.br/cidades/com-reducao-na-taxa-de-transmissao-greca-diz-que-deve-abrir-cidade-logo-depois-da-pascoa/



0 visualização0 comentário