• Deputado Galo

Confiança do empresário fluminense teve alta de 0,9 ponto

Resultado em fevereiro foi o melhor mês desde 2014


Foto: Divulgação

A confiança do empresariado fluminense aumentou 0,9 ponto em fevereiro, passando para 125 pontos. Segundo a Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), o resultado do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC – RJ) para o estado do Rio de Janeiro é o melhor para o mês desde 2014. O levantamento é realizado pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec/RJ), apurado pela Confederação Nacional do Comércio (CNC).


Para o IFec/RJ, as expectativas do empresariado para o futuro da economia contribuíram positivamente para o crescimento do índice. Ainda conforme o Instituto, pode também refletir, parcialmente, o ambiente reformista do Congresso, que, depois de aprovar, em outubro do ano passado, a reforma da Previdência, instalou, em fevereiro, uma comissão mista para análise da reforma tributária. Já com relação ao otimismo no futuro, no entendimento do IFec, tem relação à queda da taxa de juros. Na visão do Instituto, o setor de comércio varejista pode se beneficiar com o barateamento do crédito.


Pela oitava vez consecutiva, o item nível de investimento da empresa registrou elevação e atingiu, no mês, 99 pontos. Na avaliação da entidade, o crescimento acompanha a redução da taxa de juros e isso pode indicar que as decisões de investimento do setor responderiam ao recuo da Selic.


Como 2020 não terá estímulos adicionais à demanda privada como ocorreu em 2019, após a liberação, pelo governo federal, de recursos do Programa de Integração Social e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS-PASEP) e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), “a recuperação da confiança será ainda mais importante para que a redução da taxa de juros se transforme de fato em ampliação da demanda agregada”, disse o IFec/RJ.


O instituto voltou a destacar que a recuperação da confiança no estado do Rio de Janeiro dependerá, fortemente, de dois fatores importantes para a economia do estado. Uma é a decisão do Supremo Tribunal Federal em abril deste ano sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade 4917, que trata da modificação das regras de distribuição dos royalties e da participação especial dos estados brasileiros. A outra é a permanência ou não do estado do Rio no regime de recuperação fiscal que será discutida em setembro.


A Fecomércio RJ reúne 59 sindicatos patronais fluminenses do setor de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado. Cerca de 342 mil empresas estão relacionadas à entidade. Elas respondem por quase dois terços da atividade econômica do estado, representando 71% dos estabelecimentos fluminenses. Ao todo geram 1,8 milhão de empregos formais, o que significa 64% das vagas com carteira assinada.


Fonte: Agência Brasil

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-03/confianca-do-empresario-fluminense-teve-alta-de-09-ponto

0 visualização

© 2020 por Deputado Galo