• Deputado Galo

Diante da falta de segunda dose, Paraná estuda remanejar vacinas contra Covid


Foto: Gilson Abreu/AEN 18.01.2021

O secretário de Estado da Saúde Beto Preto comentou, na manhã desta segunda-feira (3), a falta de vacinas da CoronaVac destinadas para a segunda dose do esquema vacinal contra a Covid-19. Nos últimos dias, 41 cidades paranaenses tiveram que suspender a vacinação, em razão da escassez dos imunizantes, de acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM).


Conforme o secretário, se as próximas remessas de vacinas enviadas não contemplarem segundas doses, a pasta estuda pedir ao Ministério da Saúde um remanejamento do lote. Questionado pela reportagem da CBN Curitiba se a situação pode virar uma “bola de neve”, Beto Preto disse que a Secretaria trabalha para que isso não ocorra.


No último sábado (1º), o Paraná recebeu 14.600 doses da CoronaVac, mas os imunizantes estão destinados para profissionais da saúde e segurança pública. De acordo com o secretário, mesmo que fossem reservados para segunda dose, não seriam suficientes para atender a falta registrada no estado.


Beto Preto reforçou que as cidades não façam o remanejamento de doses por conta própria e sigam o previsto no Plano Nacional de Imunização.


O secretário pediu calma para a população que aguarda a segunda dose.


A vacinação contra a Covid-19 só é efetiva com o esquema vacinal completo, ou seja, são necessárias as duas doses do imunizante para que a eficácia seja garantida.


Fonte: CBN Curitiba

https://cbncuritiba.com/parana-falta-vacinas-segunda-dose/

0 visualização0 comentário