• Deputado Galo

Diferença entre nascimentos e mortes cai 92% no Paraná


Foto: Pixabay

A alta no número de mortes no Paraná no mês de março provocou um fenômeno inesperado no Estado: a aproximação recorde entre os números de nascimentos e óbitos, que atingiu o menor patamar da série histórica do Registro Civil, iniciada em 2003.


Os dados constam do Portal da Transparência do Registro Civil (https://transparencia.registrocivil.org.br/inicio). É uma base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País.

Com 12.957 nascimentos e 11.724 óbitos, a diferença entre ambos ficou em apenas 1.233 atos, o que equivale a 11%, e uma redução histórica de 92% desde o início da pandemia em março de 2020.


A diferença já vinha caindo ao longo do tempo, mas acelerou vertiginosamente com a pandemia causada pelo novo coronavírus. Em 2003, no início da série história esta diferença era de mais de 170%, baixando para 140% na década de 2010 e abrindo 2020 com diferença na casa dos 120%.


Com o início da pandemia, baixou para 103% em março, caindo para 68% em julho, 49% em dezembro e agora chegando à menor diferença já registrada, 11%.


Em âmbito nacional, foram 227.877 nascimentos e 179.938 óbitos. A diferença entre ambos ficou em apenas 47.939 atos, o que equivale a 27%, e uma redução histórica de 72% desde o início da pandemia em março de 2020.


Fonte: CBN Curitiba

https://cbncuritiba.com/diferenca-entre-nascimentos-e-mortes-cai-92-no-parana/


0 visualização0 comentário