• Deputado Galo

Movimento de passageiros tem aumento gradual e Rodoviária reforça cuidados


Rodoviária adota uma série de medidas para evitar o contágio. Foto: Luiz Costa/SMCS

O movimento de passageiros na Rodoviária de Curitiba teve redução de 55% por conta da pandemia. Em 2020, 2,7 milhões de pessoas passaram pelo terminal, bem menos que as 6,1 milhões de 2019, antes da chegada da covid-19. De lá para cá, o terminal reforçou medidas sanitárias para evitar o contágio, investiu em melhorias e agora, com o avanço da vacinação, espera-se a retomada gradativa no ritmo de embarques e desembarques.


No primeiro semestre, o movimento de passageiros teve crescimento de 33% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 2 milhões de passageiros.

A expectativa é que viagens, principalmente regionais, sejam retomadas.

“Com a vacinação, a tendência é que no segundo semestre, com os feriados e as comemorações de fim de ano, as pessoas voltem a viajar, principalmente viagens mais curtas. Vamos manter todos os cuidados para garantir a segurança do passageiro”, diz o administrador da Rodoviária, Elcio dos Anjos.

A necessidade de distanciamento social e os protocolos sanitários fizeram com que a rodoviária adotasse uma série de medidas para evitar o contágio.


Entre elas, houve a retirada dos bebedouros, instalação de 24 dispensers de álcool gel, utilização do sistema de som para realizar orientações sobre medidas de prevenção e ainda, a instalação de adesivos de distanciamento tanto no piso em frente aos guichês de venda de bilhetes de passagens quanto nas poltronas de espera.


“As empresas rodoviárias de transporte de passageiros também fizeram sua parte. Além de seguirem todos protocolos, realizaram diversos investimentos na compra e aquisição de veículos novos para renovação da frota, com aumento da qualidade dos serviços prestados neste setor”, completa.




Melhorias

Durante esse período, a Urbanização de Curitiba (Urbs), que administra o terminal, também aproveitou para realização de melhorias de diversos serviços e equipamentos, com a instalação de leitores de QR CODE junto às catracas de acesso aos saguões de embarque. Também foram executados serviços de pintura, jardinagem e principalmente de manutenção e melhoria de toda iluminação do terminal e seu entorno.


“Vamos continuar investindo em melhorias. Temos aprovadas a compra e renovação do sistema das catracas de embarque de acesso aos saguões. Serão adquiridas seis novas catracas compostas por leitores de QR CODE”, diz Anjos.


Menor movimento da história

Para a Rodoviária, o pior momento da pandemia foi em abril do ano passado. O impacto da chegada da pandemia fez o terminal registrar o menor movimento em 48 anos de história.


Foram 18 mil pessoas embarcando em 1.100 ônibus. Em abril de 2021, foram 140 mil embarques em quase 5 mil veículos, quase 60% do total realizado em períodos normais de demanda, de acordo com Anjos.


“Isso mostra que há uma tendência de retomada que devemos ver, com mais força a partir do último trimestre do ano, se seguirmos a atual tendência de vacinação e redução do contágio”, afirma.


A Urbs também concedeu diversos incentivos a todos os lojistas e permissionários das empresas rodoviárias, inclusive por meios de descontos e parcelamentos de dívidas. Isso deu fôlego para os empreendedores durante as fases mais restritivas da pandemia.


O terminal conta com 25 pontos de comércio, incluindo quatro quiosques que comercializam variedades gastronômicas.


Fonte: Prefeitura de Curitiba

https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/movimento-de-passageiros-tem-aumento-gradual-e-rodoviaria-reforca-cuidados/59745

4 visualizações0 comentário