• Deputado Galo

Prefeitura acolhe 976 pessoas na noite mais fria do ano


Foto: Prefeitura de Curitiba

A Prefeitura de Curitiba acolheu 976 pessoas em situação de rua na noite desta segunda-feira (24/5), quando foram registrados 3,8ºC, a menor temperatura do ano na cidade. Apesar do frio, o número é menor do que o verificado na noite deste domingo (23/5), quando foi realizada a primeira ação intensificada da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe e 1.025 pessoas dormiram nos abrigos do município.


Por causa da previsão da continuidade do frio, o trabalho de busca e oferta de acolhimento para essa população foi ampliado das 18h às 22h, medida que será adotada ainda na noite desta terça-feira (25/5).


Durante o período em que as equipes intensificaram o trabalho de busca de pessoas em situação de rua para ofertar acolhimento, as equipes da Fundação de Ação Social (FAS) fizeram 151 abordagens sociais. Em 39 casos os educadores sociais se deslocaram até o endereço informado, mas não havia ninguém no local.


Durante as abordagens, 73 pessoas foram encaminhadas para acolhimento em casas de passagem e outras sete foram abrigadas em unidades de isolamento por apresentarem sintomas gripais. Outras 265 pessoas procuraram espontaneamente os abrigos municipais, que oferecem espaço para banho, roupas limpas, alimentação e cama com cobertores para dormir.


As equipes também encaminharam três adolescentes para acolhimento e outras três pessoas precisaram de atendimento médico, sendo que em um dos casos, a equipe acionou o Samu.

Seis pessoas que possuem cachorros e duas que têm gatos foram acolhidas em unidades com canis. Todos os veículos usados para o resgate contam caixas especiais para o transporte de animais de estimação.


Apesar do frio, 63 pessoas recusaram atendimento, mesmo com os educadores sociais alertando para o risco de ficar nas ruas por causa das baixas temperaturas e da possibilidade de contaminação pelo novo coronavírus. Nestes casos, as pessoas que estão pouco agasalhadas recebem cobertores para que possam se aquecer.


População pode ajudar

O trabalho de abordagem social é feito com base em solicitações que chegam ao 156, mas as equipes da FAS também realizam busca em roteiros estabelecidos para garantir que ninguém durma desprotegido.

“Temos um mapeamento grande dos pontos com maior concentração da população em situação de rua, mas nossa preocupação é com as pessoas que estão sozinhas e buscam locais mais afastados para se proteger”, explica o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel.

Embora a FAS tenha 16 equipes percorrendo toda a cidade durante as ações intensificadas, o presidente pede que a população informe a Prefeitura sempre que vir uma pessoa em situação de rua.


“A população é nossa grande aliada, principalmente nos períodos mais frios do ano, quando existe o risco de hipotermia”, diz.

A população pode entrar em contato pelo telefone 156, chat ou pelo aplicativo Curitiba 156. Basta informar o endereço em que a pessoa se encontra e uma equipe de abordagem irá até o local.


Fonte: Prefeitura de Curitiba

https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/prefeitura-acolhe-976-pessoas-na-noite-mais-fria-do-ano/59089

0 visualização0 comentário