• Deputado Galo

SAD quebra recordes em número de atendimentos e desospitalizações


Foto: Patrícia Ramon (SAD/Feas)

O Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) da Prefeitura de Curitiba atendeu a 825 pacientes em dezembro, 11,8% a mais na comparação com o mês anterior, quando foram atendidas 738 pessoas. É o maior número desde a criação do programa, em 2012.


Para efeito de comparação, a média ficou em 550 atendimentos por mês em 2019, antes da pandemia. Segundo a gerente do SAD, Mariana Lous, a ampliação na assistência é reflexo direto do avanço do coronavírus.


Foto: Patrícia Ramon (SAD/Feas)
“Esses números vêm crescendo mensalmente em razão da pandemia. Entre setembro e novembro já estávamos atendendo a mais de 700 pacientes por mês”, disse Mariana.

Outro recorde batido pelo SAD em dezembro foi na chamada desospitalização, estratégica para a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O serviço ajudou a levar 318 pacientes para tratamento em casa – 84,4% estavam internados em hospitais da cidade.


“A atuação das equipes do SAD, especialmente na pandemia, nos permitiu ampliar leitos e manter os cuidados aos pacientes com qualidade e eficiência”, avaliou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

O número de desospitalizações em dezembro de 2020 é 30% maior do que o registrado em setembro do mesmo ano, quando o serviço liberou 245 leitos em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Curitiba em um dos meses mais delicados da pandemia até aquele momento.


Covid

Entre 14 de março e 29 de dezembro de 2020, o Serviço de Atenção Domiciliar atendeu a 1.115 pacientes com sintomas respiratórios sob suspeita de covid-19. Desse total, 500 foram confirmados e 466 já estão recuperados.


Dos 318 pacientes levados para manter o tratamento em casa no mês passado, 174 tinham sido internados por causa da covid-19. O acompanhamento do SAD garante a continuidade do cuidado hospitalar.

“Seja devido a sequelas de um longo período de internamento, seja pela necessidade de algum tratamento específico, como infecções por antibióticos endovenosos, curativos especiais, manejo de dispositivos, como sonda, ou ainda pacientes que precisam ser monitorados, como os dependentes de ventiladores mecânicos”, explicou Mariana Lous.

Dos 825 pacientes atendidos em dezembro, 377 são novos no programa. A maioria prossegue no tratamento contra a covid-19 em casa e requer vigilância respiratória domiciliar.


Equipes

O SAD conta com 110 profissionais, entre médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, fonoaudiólogos, farmacêuticos, psicólogos e técnicos de enfermagem.


Foto: Patrícia Ramon (SAD/Feas)

Os profissionais são contratados pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), órgão da administração indireta da Prefeitura de Curitiba.


Mantido com recursos do município e do Ministério da Saúde, o serviço tem 12 equipes, uma delas pediátrica. Ele atende a hospitais públicos, além de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).


O SAD também atende a pacientes em cuidados paliativos e outros problemas de saúde, de todas as idades.


Fonte: PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/sad-quebra-recordes-em-numero-de-atendimentos-e-desospitalizacoes/57659

0 visualização0 comentário