• Deputado Galo

Taxa de transmissão caiu para 0,73 durante bandeira vermelha


Foto: Pedro Ribas/SMCS

A taxa de transmissão do novo coronavírus teve uma queda acentuada em Curitiba durante a vigência da bandeira vermelha, entre 13 de março e 4 de abril. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a chamada taxa R está entre 0,73 e 0,77 neste momento, mas chegou a 1,41 quando as medidas restritivas foram impostas, há 23 dias.


A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, explica que a taxa de transmissão não faz parte dos nove itens que compõem o cálculo para a bandeira. Por isso, não estava entre os critérios considerados para a mudança à bandeira laranja, a partir desta segunda-feira (5). Mas a queda é um fator importante no atual estágio da pandemia em Curitiba, de acordo com ela.


O número de casos ativos, que representam um potencial transmissão de vírus, ficou próximo de 15 mil no mês de março. Agora, a quantidade de pessoas infectadas gira em torno de 10 mil.


Márcia Huçulak ainda revelou que, no período da bandeira vermelha, houve diminuição na positividade dos exames para Covid-19. E isso também demonstra queda na transmissibilidade do coronavírus.


De acordo com a secretária, essa redução na positividade e a queda no número de novos casos da doença foram determinantes para a mudança da bandeira vermelha para a laranja. A diminuição foi de 50% nos casos novos de Covid-19, de cerca de 1,6 mil por dia para aproximadamente 700.


Entretanto, o número de mortes ainda está alto: foram 33 óbitos apenas no último sábado. Huçulak disse que esse índice ainda vai demorar para baixar, em função do maior tempo de permanência na UTI e do agravamento dos casos.


A secretária ainda afirmou que a maior parte dos casos em Curitiba é considerada leve, mas classificou a Covid-19 como uma “roleta russa”.


Segundo Márcia Huçulak, a população não pode se descuidar na prevenção ao coronavírus, sem esquecer do isolamento se surgirem os primeiros sintomas da Covid-19. Outra recomendação é ligar para o telefone 3350-9000, pelo qual serão fornecidas orientações e feito o agendamento do exame para o diagnóstico.

Fonte: CBN Curitiba

https://cbncuritiba.com/taxa-de-transmissao-caiu-durante-bandeira-vermelha/

0 visualização0 comentário

© 2020 por Deputado Galo